19Agosto2017

SINDCONAM-RN

Nova Cruz-RN escala de sob aviso é desumano para condutores de ambulâncias

Os condutores de ambulância de Nova Cruz-RN, se queixam da escala de sob aviso, do Hospital Municipal Monsenhor Pedro Moura, que foi implantada pela Secretaria Municipal de Saúde de Nova Cruz-RN, sob o argumento de cortas gastos e enxugar a máquina pública. 

O Hospital Municipal Monsenhor Pedro Moura, a 100 km da capital norte-rio-grandense, até o mês de novembro de 2016, funcionava com dois condutores de ambulância plantonista.

Acontece que neste mês de dezembro os condutores de ambulâncias, foram surpreendidos por uma escala de sob aviso criada pela Sr. Rita de Cassia, Secretaria Municipal de Saúde de Nova Cruz-RN. 

Na pratica a escala de sob aviso funciona assim, invés de se ter 02(dois) condutores de ambulâncias no plantão, fica apenas um no Hospital Municipal Monsenhor Pedro Moura e o outro fica em casa de sob aviso. Caso o condutor que esteja no plantão estiver em ocorrência, no momento que o hospital necessitar de uma transferência, então o condutor sob aviso é acionado.  Caso contrário o condutor do plantão e obrigando a realizar todas as transferências em seu plantão de 24 horas. Tal medida vem sobrecarregando os condutores do plantão que se queixam, que trabalham sobrecarregados arriscando a própria vida e a dos usuários do SUS. 

Segundo o Wanderson Pires, Presidente do SINDCONAM-RN, escala de sob aviso para os condutores de ambulâncias não tem previsão legal, além de afetar a saúde e segurança dos condutores de ambulância, que estão efetivamente no plantão, tendo que trabalhar sob pressão arriscando sua vida e a dos usuários do SUS.  O fato foi denunciado ao Ministério  Público para apurar conduta ilegal da Secretaria Municipal de Saúde.

 

-Comunicação-